Cicatrizes

Eu fugi da escola e fui trabalhar para a cortiça em 1940. Não aguentava estar na escola. A professora batia muito, dava-nos reguadas nas mãos. Quase todos os dias levava reguadas!

Comecei a trabalhar na cortiça. Éramos pobres. Sempre era mais um a levar qualquer coisinha para casa. Mas às vezes a faca escapava-se da placa de cortiça e fazia golpes no braço [exemplificou os gestos de segurar a placa de cortiça sobre o ombro esquerdo, com a mão esquerda, e cortar com a mão direita]. Ainda tenho marcas aqui neste braço [aponta a parte superior do braço esquerdo].


Warning: Use of undefined constant wpurl - assumed 'wpurl' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/patiodasmemorias/public_html/wp-content/themes/bridge-child/templates/portfolio-loop.php on line 284
Cicatrizes

Travessa Avelino de Sousa 3, 7520-160 Sines, Portugal

Recolha
Enésia, Sines, 2015
Local e data reportados
Sines, perto do Rossio. Fabriqueta de cortiça Anos 30-40 séc. XX
Categoria
Terra e Mar
O projeto do Pátio das Memórias do Alentejo Litoral é uma teia que se vai tecendo e nunca está completa. Junte-se a este projeto e contribua com as suas histórias e memórias para um retrato ainda mais nítido desta região do Alentejo.